sábado, 21 de julho de 2018

BOM FIM DE SEMANA

GRUPO DE APOSTADORES INSULTA JOGADORAS NO ITF DA FIGUEIRA DA FOZ


É uma situação… inenarrável. Um grupo de apostadores juntou-se para insultar as jogadoras do ITF da Figueira da Foz durante os mais diversos encontros da competição, que distribui 25 mil dólares e se disputa até ao próximo domingo na bonita localidade do litoral português.

A situação foi denunciada pelas próprias jogadoras, com Irina Ramialison a publicar uma foto dos ditos apostadores e Marine Partaud aproveitou para pedir ajuda à ITF. “Façam alguma coisa. Somos insultadas em todos os encontros, antes e depois dos encontros, que ganhemos ou percamos. Partilhem a mensagem!”.

Esta é uma situação que não é nova nos torneios disputados em Portugal, mas a localização do ITF da Figueira da Foz permite que os apostadores possam estar fora do recinto a acompanhar os encontros… aproveitando para insultar as jogadoras.


SERÁ QUE HÁ VERDADE NISTO?

SALGADO DESVIOU MILHÕES PARA FAMÍLIA E AMIGOS, ACUSA BANCO DE PORTUGAL….


Em Fevereiro de 2014, altura em que o Banco Espírito Santo (BES) apresentava prejuízos recorde, Ricardo Salgado admitia um novo aumento de capital afirmando que "há capital disponível para os reforços necessários sem usar dinheiro do Estado". Dias antes, o BES emitia €400 milhões em obrigações que depois de várias operações permitiria ao fundo Zyrcan obter uma mais-valia de €64 milhões e ao ECT €142 milhões, o que levava a sociedade Eurofin a ganhar 206 milhões de euros que representavam perdas para o BES. A acusação do Banco de Portugal explica como o BES recorreu ao Eurofin e como os ganhos que resultaram dessas operações foram usados "em larga medida" para "servir os interesses exclusivos do Grupo Espírito Santo (GES), sacrificando o património do BES, o dos seus depositantes, investidores e demais credores".

A Eurofin foi uma empresa que movimentou dinheiro entre diversas unidades do Grupo Espírito Santo (GES), de formas que eram difíceis de detectar por terceiros. Segundo a acusação do Banco de Portugal, a que o Expresso teve acesso, Morais Sarmento, ex-administrador financeiro do BES, concebeu uma operação em que "deu instruções para a implementação e acompanhou a execução de um plano, o qual foi aprovado e acompanhado (...) por Ricardo Salgado", através do qual o diferencial entre o que os clientes pagaram e o que o BES recebeu foi apropriado pela Eurofin.

A Eurofin recorria a sociedades como a Zyrcan, a Martz Brenan, a ECI e a ECT, para realizar as operações que eram decididas na sede do BES, em Lisboa, por Ricardo Salgado, Amílcar Morais Pires e funcionários do BES do Departamento Financeiro, de Mercado e de Estudos. 


Todas estas operações eram feitas à revelia de "outros administradores do BES, autoridades, investidores e público em geral", pode ler-se na acusação citada pelo semanário. A Eurofina terá sido usada para esconder e financiar investimentos da família Espírito Santo; para financiar investimentos de pessoas e entidades próximas do GES; esconder activos de elevado risco de desvalorização; manipular o valor e procura das ações do BES e da Espírito Santo Financial Group (ESFG); para esconder participações sociais estratégicas do GES e ainda para pagar salários, bónus e comissões

Entre os principais beneficiários do esquema, segundo Banco de Portugal, foi a Ongoing, de NunoVasconcellos e Rafael Mora. A passagem de dinheiro para esta empresa eram feitas através de contratos de opções forjados de forma a que quando os mesmos eram executados, "o valor que era perdido por uma entidade e apropriado pela outra já se encontrava determinado, de forma a originar uma transferência de dinheiro da primeira para a segunda". Este esquema de opções foi amplamente usado para movimentar dinheiro de e para a Eurofin sem que fossem levantadas suspeitas. Mas também a Prinvest de Eduardo Rodrigues também foi financiada pelos esquemas com a Eurofin em pelo menos 48 milhões de euros.

JÁ FOI PRESO???

COMO É POSSÍVEL QUE O S N S PODE PRESCINDIR DE UMA PERSONALIDADE DE NIVEL MUNDIAL

Na “última lição”, Manuel Antunes fez um resumo do seu percurso de vida pessoal e profissional e aproveitou para agradecer aos seus “mestres”, à sua equipa e, especialmente, à sua família.

“É estranho que amanhã [hoje] não possa voltar ao meu serviço para operar, quando tenho convites para operar em várias partes do mundo”, disse Manuel Antunes, ontem, durante a sua “última lição”. Com a cerimónia de jubilação, Manuel Antunes despediu-se das suas funções de diretor do Centro de Cirurgia Cardiotorácica do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), por ter atingido os 70 anos, limite de idade que obriga o cirurgião a deixar de trabalhar no Serviço Nacional de Saúde (SNS), ao qual dedicou os últimos 30 anos da sua vida.

A cerimónia decorreu no auditório do CHUC, que ficou completamente cheio, com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernnades, entre muitas outras individualidades. 

Na sua “última lição”, intitulada “Uma vida com o coração nas mãos”, Manuel Antunes, que se emocionou várias vezes, falou da sua família – à qual pretende agora conseguir dedicar mais tempo –, da sua vida, desde que a infância e a adolescência, em Moçambique, do trajeto profissional, até aos dias de hoje, e agradeceu aos seus mestres. Como disse, gracejando, fez “uma selfie” da sua vida, em vez de uma lição científica, sem deixar de explicar a escolha da área de trabalho – o coração, “o nosso órgão mais glamoroso”. 

Elogios ao cirurgião

Os elogios ao homem e à obra que construiu foram unânimes nos discursos que antecederam a “última lição” de Manuel Antunes. 
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, começou por realçar as muitas qualidades de Manuel Antunes, reconhecendo “um excecional percurso de vida”. 

A TODO O VAPOR: Como é possível que um homem da ciência com o nível profissional do Professor Manuel Antunes, por ter 70 anos e mesmo contra a sua vontade é obrigado a deixar um Serviço que criou e no qual ele próprio queria continuar. 

Quando assistimos que certas personalidades reformam-se e depois vão acumulando cargos em dezenas de empresas, esta eminente personalidade que dedicou toda a sua vida ao SNS é convidado a mostrar a sua arte e profissionalismo em várias partes do mundo, no seu próprio país o S N S dispensa-o. 
Alguém que saiba me esclareça... 



PRAIA DA FIGUEIRA DA FOZ E O LIXO «PÓS-SUNSET»


Sobre as imagens (vídeo de Pedro Silva aqui) que correram as redes sociais e a imprensa nacional sobre a falta de limpeza no areal da praia da Figueira, Carlos Tenreiro, vereador do PSD, dá conta de uma denúncia entregue na Capitânia do Porto da Figueira da Foz.

Em comunicado, Tenreiro recorda que “cerca de 12 dias depois de terminado o Sunset, grande parte da imensa área de praia utilizada para esse evento viu-se transformada num verdadeiro depósito de garrafas, recipientes e outros materiais de plástico e de metal.

Não é aceitável nos dias de hoje, quando existem campanhas massivas por todo o mundo a defender a limpeza das praias e dos oceanos, numa luta que se pretende de todos no combate à proliferação do lixo plástico, a Figueira da Foz, estancia de veraneio, permita que a sua praia oceânica se encontre naquele estado lamentável em pleno mês de julho, e que as instituições locais com competência na matéria, designadamente, a CMFF e a Capitânia do Porto da Figueira da Foz não actuem com a prontidão desejada para identificar os responsáveis e porem termo àquele crime de natureza ambiental, para não falar da péssima imagem que é levada a quem nos visita e da mensagem que é dada às gerações mais novas ensinadas na escola a respeitar o meio ambiente e depois obrigadas a depararem-se com episódios lamentáveis como este”.

O vereador adianta ainda ter apresentado, no início desta semana, uma denuncia na Capitânia do Porto da Figueira da Foz”, manifestando, por escrito, “o nosso profundo desagrado junto do presidente da CMFF».

A terminar, lê-se no comunicado que “sem que tenhamos recebido, até agora, qualquer justificação para o sucedido por parte daquelas entidades, no dia de hoje encontrava-se um tractor a proceder à limpeza daquela zona localizada numa das principais praias do concelho”

O município da FIgueira da Foz informa, na sua página da rede social Facebook, estarem “em fase de conclusão, cumprindo o calendário previamente estabelecido”, os trabalhos de limpeza do areal da Praia do Relógio onde, de 6 a 8 de julho, decorreu a 10.ª edição do RFM SOMNII-O Maior Sunset de Sempre, o festival de música electrónica que, mais uma vez, trouxe à cidade dezenas de milhares de pessoas, e cujo regresso, em 2019, está já garantido.

“Organizado pela RFM com o apoio do Município da Figueira da Foz, o evento que é um dos maiores cartazes turísticos da Região Centro acarreta custos de contexto que são assumidos pelo Município, como seja a limpeza do recinto que recebe, para além do palco por onde passam, anualmente, alguns dos mais conhecidos Dj do mundo, diversos espaços de restauração e bebidas de que resultam, apesar das crescentes acções de sensibilização, milhares de resíduos que não são colocados nos recipientes adequados e disponibilizados pela organização”.

Neste post fica uma justificação: “assim, e depois de um período de montagem das estruturas de cerca de duas semanas, a autarquia estabelece um período idêntico para a desmontagem de todos os equipamentos, num processo que é assistido pela empresa SUMA, contratada pela edilidade para a limpeza do areal e que tem tido, no terreno, equipas de até 40 elementos. Concluída que está a desmontagem de palco, torres de iluminação e contentores, aproximam-se também do fim os trabalhos de limpeza, que poderão no entanto prolongar-se até ao final do dia de amanhã, se o vento prejudicar os trabalhos”.

É no Facebook que município adianta ainda que “após a conclusão deste período de mais intensa limpeza manter-se-ão no terreno, nos termos do contratualizado pela autarquia com a SUMA, equipas de vigilância e operacionais com a competência de detectar e resolver o aparecimento de eventuais resíduos que possam, ainda, estar encobertos pelas areias”.

Via Figueira na Hora


SUBSCREVO INTEIRAMENTE

E A DÍVIDA VAI AUMENTANDO...PUDERA COM EXEMPLOS DESTES!

ESTADO PAGA MAIS A EX-DIRECTORES DO BPN DO QUE AO PRESIDENTE DA REPÚBLICA

O Estado paga a dois antigos responsáveis do núcleo duro de José Oliveira Costa um salário mensal em torno dos 12.600 euros, mais 5.900 euros do que aufere o Presidente da República. Esta é uma das conclusões da auditoria da Inspecção-Geral das Finanças (IGF) à Parvalorem, que questiona as práticas da gestão.

O relatório final da auditoria realizada pela IGF à Parvalorem, o veículo público que gere cerca de três mil milhões de euros de activos tóxicos do antigo Banco Português de Negócios (BPN), chegou a semana passada à Assembleia da República. Um documento com conclusões sensíveis que levantam dúvidas sobre a condução da empresa, chefiada desde 2012 por Francisco Nogueira Leite, há sete meses em gestão corrente.

A autoridade alerta para um padrão de actuação com falhas diversas. E apesar do seu estatuto de empresa pública o requerer, a Parvalorem não submeteu ao Tribunal de Contas “aquisições de bens e serviços superiores ao limite fixado de 350 mil euros”.

Estado dá bónus de meio milhão a antiga equipa de Oliveira Costa no BPN

A auditoria revelou “falhas processuais” em matéria de “análise da carteira de crédito e dos perdões de dívida”. Uma das decisões está relacionada com o facto de a Parvalorem ter concordado em receber de clientes (cuja relação comercial foi herdada do antigo BPN) imóveis para anular dívidas de montantes superiores. “Por força da dações em cumprimento foram extintos pela totalidade os créditos que estavam na sua origem, apesar dos bens recebidos serem de valor inferiores aos créditos”, pode ler-se. A IGF sublinha que “nalguns casos muito inferiores”.  

Numa segunda avaliação dos activos que serviram para anular as dívidas, realizada passado “pouco tempo”, estes já se tinham depreciado em torno dos 80 milhões de euros  - 12 milhões em 2012, 34 milhões em 2013, 36 milhões em 2014.

As desconfianças da IGF não se esgotam aqui. Em vários processos de renegociação de dívidas com clientes, a Parvalorem libertou garantias de forma arbitrária. E ao fazê-lo, perdeu meios de poder vir a recuperar a parte remanescente do crédito.

As decisões cuja racionalidade a IGF diz não compreender, foram tomadas em Conselho de Crédito, onde estão dois administradores, entre eles Francisco Nogueira Leite e o director Luís Pereira Coutinho, que na Parvalorem tem o pelouro da recuperação dos créditos incobráveis herdados do BPN, onde dirigia o gabinete de avaliação de risco de crédito

Entre os exemplos considerados problemáticos há dois. Um prende-se com um devedor cuja dívida de 2,8 milhões de euros foi anulada, a partir de um crédito total de 7,7 milhões, o que se traduziu num perdão acima da dívida que estava garantida.

O outro caso mencionado, associa um perdão de dívida concedido a um cliente empresa, e cujo crédito foi passado para uma terceira entidade, sem a entrega de colateral. E os três gestores que tinham avançado com avales pessoais, no crédito inicial, ficaram libertos de responsabilidades. A IGF refere que os serviços não justificaram a opção tomada, mas apresentaram um email a reportá-la a Francisco Nogueira Leite.

Este sábado o DN noticiara já que a IGF concluíra, na auditoria, que a Parvalorem anulara dívidas a clientes de 159 milhões, sem justificação ou documentação. 
Mas há mais. Na mira da IGF está também a tabela salarial que vigora na empresa, onde há duas pessoas a ganhar mais de 10 mil euros, enquanto o Presidente da República aufere  6.700 euros brutos mensais, mais 25% em despesas de representação, num total de 8.375 euros.

Na empresa, há dois directores com vencimentos em torno dos 12.600 euros. Um deles é Armando Pinto, director de assuntos jurídicos do BPN entre 1989 e 2002 e da equipa de gestão de Oliveira Costa entre 2003 a 2008. E que, na Parvalorem, exerce o cargo de director dos assuntos jurídicos e muito próximo da gestão de Nogueira Leite. O outro é Carlos Venda, também do grupo de Oliveira Costa, o que explica que tenha sido a ele que o ex-presidente do BPN confiou a área de Tecnologias de Informação e Logística. Na Parvalorem mantém o mesmo cargo.

No bolo dos salários na Parvalorem destacam-se ainda os 13 quadros com remunerações entre cinco mil e dez mil euros, acima do que recebe António Costa, 4900 euros.
Ao PÚBLICO, a Parvalorem diz que só a 11 de Julho de 2018, tomou conhecimento do teor do relatório da IGF, que decorreu entre 2010 e 31 de Dezembro 2015. E garante que sempre “prestou todas as informações e colaboração necessárias”. A Parvalorem diz que exerceu “o contraditório” e sustenta “a regularidade” do seu desempenho. E garante que “implementou” as recomendações da IGF.

CRISTINA FERREIRA 


terça-feira, 17 de julho de 2018

ALUNA DA ESCOLA BERNARDINO MACHADO OBTEVE 20 VALORES NO EXAME NACIONAL DE MATEMÁTICA A

A aluna Inês Afonso Martins, da turma B, do 12.º ano, da Escola Secundária Dr. Bernardino Machado alcançou a classificação de 200 pontos (numa escala de 0 a 200), no exame nacional da disciplina de Matemática A, o que equivale a 20 valores, sem qualquer arredondamento.

De referir que a média nacional (alunos internos) foi de apenas 10,9 valores (109 pontos) enquanto que a média nacional dos alunos externos foi de apenas 6,1 valores (61 pontos).

Dos 48 580 alunos inscritos neste exame, apenas um número reduzidíssimo alcançou a classificação de 20 valores.

A Escola Bernardino Machado felicitou através de comunicado «a sua aluna, Inês Afonso Martins, que alcançou este desiderato fruto de muito trabalho e esforço pessoal, com o apoio dos seus professores, destacando-se a sua professora de Matemática, Maria do Carmo Gonçalves».

Via Foz ao Minuto


REMO DA NAVAL INICIA PROGRAMA “FÉRIAS ESCOLARES EM MOVIMENTO…”


O Remo da Naval está de volta, desta feita com o seu programa “Férias Escolares em Movimento…” que começa já a 16 de julho.

Este ano o Remo da Naval tem uma oferta mais abrangente em termos de período e atividades, começando às 09H00 e estendendo-se até às 17H00, todos os dias úteis até final do mês de agosto.
As atividades previstas são enquadradas pelos Treinadores José Canhola e Patrícia Batista, resumindo-se no seguinte:

Atividade Primeiras Remadas

Tem como objetivo tomar contacto com os barcos, conhecer os fundamentos do Remo e dar as primeiras remadas. Contempla ainda exercícios de coordenação motora na água, devidamente acompanhados por treinador e remadores experientes.

Outras Atividades

Tem como objetivo promover o espírito de equipa, tomar contacto com o Remo Indoor, com a Cidade e promover a atividade física. Contempla ainda contacto com equipamento de Remo em terra, exercícios com ergómetro (máquina de remo), realização de jogos diversos no Posto Náutico ou na praia, idas à piscina, passeios à descoberta da cidade, entre muitos outros.
Estas são apenas algumas das atividades, mas não faltarão novidades, brincadeiras e motivos de sobra para crianças e jovens dos 9 aos 17 anos não ficarem em casa.
O Remo da Naval conta com a vossa presença… apareçam no Posto Náutico junto à Marina de Recreio.

Núcleo de Antigos Remadores da Associação Naval 1º de Maio

HUGO ALMEIDA BRILHA NA ESTREIA PELA ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE BUARCOS

Foto Liba Matos
Hugo Almeida teve uma estreia para mais tarde recordar no Campeonato Nacional de Futebol de Praia ao ser decisivo na vitória da AD Buarcos, por 6-5 (após prolongamento), frente ao GD Chaves. O internacional português de futebol de 11 marcou quatro dos seis golos da equipa, tendo sido a figura maior da jornada, organizada pela Federação Portuguesa de Futebol e integrada no projecto Figueira Beach Sports City, promovido pela autarquia local.

Com esta vitória, a AD Buarcos pode ter dado um passo decisivo para ir disputar a fasefinal da prova, já que está em segundo lugar com menos um jogo que o primeiro classificado, o Salgueiros.

No Campeonato Nacional de Elite os líderes reforçaram as posições: a Casa do Benfica de Loures bateu o Varzim por 6-3; o SC Braga ganhou ao GR Amigos da Paz, enquanto o Sporting (com Madjer de fora) sofreu, mas ultrapassou o Vitória de Setúbal, triunfando por 6-5.

Campeonato Nacional de Elite
Leixões x Nacional 2-6
Varzim x Casa do Benfica de Loures 3-6
SC Braga x GR Amigos Paz 7-2
Sporting x Vitória de Setúbal 6-5

Campeonato Nacional de Futebol de Praia
AD Buarcos x GD Chaves 6-5
Ponte de Lima x Porto Mendo 6-5
S. Jacinto x M.A.R.C.A. 3-17
Chafé x Salgueiros 1-

sábado, 14 de julho de 2018

PARQUE DO LAGO EM MAIORCA REQUALIFICADO

A Junta de Freguesia de Maiorca apresentou na tarde de ontem a requalificação do Parque do Lago um espaço de lazer que se pretende que seja um espaço a figurar no Roteiro Turístico da Figueira da Foz.

A Requalificação do espaço assente na construção de um ecossistema teve a valiosa colaboração das Águas da Figueira num local aprazível formado por duas ilhotas com uma linha de água natural.

Limpa a vegetação para além de Parque de Merendas ainda um curso de água parada onde se pode praticar a pesca lúdica sendo a zona emoldurada com um Moinho que recria a Moagem e as nascentes da Quinta da Madalena. 

Convidado de Honra e primeiro orador o ex-presidente da Junta, José Ligeiro que foi quem iniciou esta obra em 2004 que fez passar o espaço de lixeira a zona de lazer. “O homem vive o sonho dourado e só acorda quando morre” disse José Ligeiro, citando o poeta

José Ligeiro aproveitou ainda a presença de membros da Camara Municipal, deixando o pedido para uma colaboração com a autarquia de Maiorca para “olharem para a Estrada Real e vissem a possibilidade da sua limpesa e requalificação”.

O presidente da Junta de Freguesia de Maiorca, Rui Ferreira numa curta intervenção referiu que “não estavam ali para inaugurar nada, mas sim para fazer um agradecimento a todos quantos trabalharam neste espaço e não foram poucos” classificando a obra como um aproveitar de recursos e de boas vontades.

SILÊNCIO VAI SE CANTAR O FADO... DEZ DE AGOSTO VOLTA A ORGANIZAR AS SERENATAS DO MONDEGO


As Serenatas do Mondego estão de volta à baixa da cidade da Figueira da Foz, num total de cinco concertos, de entrada livre, com início marcado para o próximo dia 18 de Julho, repetindo-se todas as quartas-feiras, sempre às 22h, até ao dia 15 de Agosto.

A organização, a cargo da Sociedade Filarmónica Dez de Agosto, entendeu reduzir o número de concertos (em 2017, foram sete) a favor do incremento da qualidade da programação, uma vez que reduzindo a quantidade foi possível agregar verbas para pagamento de honorários superiores. A aposta resulta numa programação de luxo, que inclui duas noites dedicadas ao fado de Coimbra e três noites de fados de Lisboa.

sexta-feira, 13 de julho de 2018

O PERIGO QUE EXISTE QUANDO CERTOS GRUPOS FOLCLORICOS VÊM BUSCAR PARES À ASSISTÊNCIA PARA DANÇAR

FRENTE CÍVICA VAI ESTAR NO LARGO DE BUARCOS A RECOLHER ASSINATURAS CONTRA PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS RODOVIÁRIAS


No próximo domingo, entre as 10h30 e 13h00, a Frente Cívica vai estar no Largo de Buarcos a recolher assinaturas contra as parcerias publico-privadas rodoviárias, e estarão Paulo Morais, Teresa Serrenho e Luis Serrenho a dar esclarecimentos a todos que queiram saber mais sobre esta temática.

Fonte da Frente Cívica explicou à FOZ AO MINUTO, que «com medidas que tencionam explicar no domingo, pretendem poupar dinheiro que poderia financiar muitos outros sectores e melhorar o nível de vida das famílias portuguesas».

Veja o que a Frente Cívica defende nesta matéria no vídeo seguinte:

quinta-feira, 12 de julho de 2018

ATLETA DO REMO DA NAVAL CONVOCADO PARA A SELEÇÃO NACIONAL DE REMO



O Atleta do Remo da Naval, Raúl Rodrigues, está entre os 12 convocados pela Federação Portuguesa de Remo para fazerem parte da Seleção Nacional e representarem Portugal na “Coupe de La Jeunesse 2018”, que terá lugar em Cork na Irlanda, entre os dias 27 e 29 de julho.

A “Coupe de La Jeunesse” é uma Regata Internacional de 2000 metros, que se realiza todos os anos desde 1985 e onde participam Atletas de 14 países.

Depois de um longo e exigente processo de testes em ergómetro e em barco, o Raúl Rodrigues obteve os resultados necessários para fazer parte de um reduzido número de atletas que este ano vão representar Portugal na Taça Europeia da Juventude na modalidade de Remo - “Coupe de La Jeunesse”.

A equipa nacional é composta por 12 Atletas de 7 clubes, sendo acompanhada pelo Fisiologista da Seleção, José Canhola, que é também Treinador do Remo da Naval.

O Núcleo de Antigos Remadores da Associação Naval 1º de Maio congratula-se com esta representação na Seleção Nacional, exortando e apoiando os Atletas e Corpo Técnico para continuarem o excelente trabalho que têm feito ao nível do talento desportivo e que transporta o nome da Naval, da Figueira da Foz e de Portugal para além-fronteiras.

O Raúl Rodrigues é um exemplo de esforço, vontade, trabalho e dedicação, sendo um motivo de orgulho por parte de todos os restantes Atletas, Corpo Técnico e Dirigentes da Naval, e estamos certos que neste momento todos os Figueirenses o acompanham neste enorme desafio. É, assim, de inteira justiça que prestamos meritória e pública homenagem pelo facto do Raúl ter atingido tão elevado patamar do Remo Nacional e Internacional.




terça-feira, 10 de julho de 2018

REMO DA NAVAL TERMINA ÉPOCA DESPORTIVA 2017/2018 COM CHAVE DE OURO

Realizou-se no passado dia 08 de julho, em Coimbra, a última Regata de Remo da Época Desportiva, referente à Taça de Portugal e à Taça da Associação de Remo da Beira Litoral (ARBL).

Com mais 5 pódios conquistados e a 5ª posição no Ranking de Atletas Femininos e Masculinos do Circuito da Taça de Portugal 2018 entre os 20 clubes de remo participantes, o Remo da Naval termina assim a época desportiva de 2017/2018 com chave de ouro.

Sublinhando a conquista de 5 pódios no conjunto das várias provas do dia, os resultados obtidos foram os seguintes:
Taça ARBL
   
Double Scull Juvenil Feminino - 4º Lugar para a tripulação composta por Sofia Ruivo da Silva, Maria Castro Oliveira 

Skiff Juvenil Feminino - 2º Lugar para Diana Pedrosa
Double Scull Juvenil Masculino - 3º Lugar para Henrique Pinho e Afonso Santos
Skiff Juvenil Masculino - 2º Lugar para João Silva Rodrigues
Quadri Scull Juvenil Masculino - 6º Lugar para a tripulação composta por Joaquim Martins, João Bento Oliveira, Duarte Pires e Daniel Ruivo da Silva

Taça de Portugal
·         Double Scull Absolutos Femininos - 3º Lugar para Patrícia Batista e Marta Ferrolho
·         Shell de 2 sem Timoneiro Absolutos Femininos - 3º Lugar para a tripulação composta por Ana Vaz Pinto e Daila Alexandre
·         Skiff Absoluto Feminino - 5º Lugar para Catarina Norinho
·         Double Scull Absoluto Masculino - 4º Lugar para a tripulação composta por Pedro Acúrcio e David Martinho
·         Skiff Absoluto Masculino - 5º Lugar para Leonardo Gil
·         Shell de 4 sem timoneiro - 5º Lugar para a tripulação composta por Carlos Gil, Nelson Ruivo da Silva, Mário Oliveira e André Pinto de Oliveira
·         Quadri Scull Absoluto Masculino - 4º Lugar para a tripulação composta por Carlos Santos, David Bertão, Ruslan Nayavko, João Fidalgo Gaspar
·         Shell de 8 com timoneiro - 5º Lugar para a tripulação composta por José Canhola, Duarte Oliveira, Daniel Mendes, José Silva, Roman Nayavko, Raúl Rodrigues, João Soares, Pedro Muja e a timoneira Sofia Ruivo da Silva.

O Remo da Naval vai agora para um merecido descanso, depois de uma Época Desportiva plena de sucessos, que foram sendo partilhados com todos aqueles que nos acompanham… Mas não vai de férias, começando já no próximo dia 16 de julho com o seu programa “Férias Escolares em Movimento…”, apostando este ano numa oferta mais alargada em termos de período, atividades e muitas novidades… basta aparecerem no Posto Náutico da Naval junto à Marina de Recreio e os Treinadores José Canhola e a Patrícia Batista estarão à vossa espera.

Núcleo de Antigos Remadores da Associação Naval 1º de Maio