sexta-feira, 28 de abril de 2017

FIGUEIRA DA FOZ

 Foto Pedro Mota
(Para ver em tamanho total clicar em cima da imagem)

AGENDA DESPORTIVA DE FIM DE SEMANA

 Sábado , 29 de Abril 
Nacional de Juniores
16h Naval x Nacional
==
Distrital de Infantis A. Campeão
9h Naval x Marialvas
===
Distrital de Benjamins
10h30m Naval x Tocha 
11h Povoense x Naval 

12h Naval x Esperança
===

Domingo , 30 de Abril 
Nacional de Seniores
16h V. Sernache x Naval
===
Distrital de Juvenis A. Campeão
11h Naval x União 1919
===
Segunda-feira , 1 de Maio .
Taça AF Coimbra iniciados
11h Eirense x Naval
===
Distrital de Infantis A. Campeão
11h Pedrulhense x Naval
===
 ACADEMIA 94/GINÁSIO DISPUTA TORNEIO EM LUXEMBURGO

UM BOM BOM FIM DE SEMANA DESPORTIVO PARA TODOS
============

OPINIÃO: ANTÓNIO MENANO

A idade é sempre cronológica. Quando este texto for publicado, estarei a poucos dias de ter 80 anos. Há no passar do tempo apenas um destino: a morte. Somos feitos de finitude, as poeiras das estrelas que se transformaram em ossos, sangue e carne. Desde que começamos a pensar, a estabelecer relações, comparações, a sermos capazes de ter pensamento simbólico, a escolhermos, temos uma maior responsabilidade em vivermos.
Não comemos, defecamos, fazemos sexo e dormimos, apenas. Na memória residem os mapas das nossas vidas, sempre feitas de escolhas. O dia 25 de abril de 1974 constituiu uma escolha, pela liberdade. Ao assistir, pala televisão, à cerimónia da sua celebração, não tenho vergonha de dizer que me vieram as lágrimas aos olhos. Coisas de velho, dirão.
Mas, neste tempo de ressurgimento de ideias, que sempre estiveram, aí, à espera, herdeiras do cutelo, do nó e da mordaça, inimigas do outro, da diferença, do livre arbítrio, temos de estar vigilantes. Não vivemos em tempos de bloqueio de ideias. Portugal é um país no qual a extrema-direita não frutificará: estamos vacinados por mais de 40 anos de obscurantismo. Nunca seremos caranguejos, a andar para trás. Os 80 anos, o seu peso, assim me faz acreditar.

COMEMORAÇÕES DO 1º DE MAIO DO MOVIMENTO SINDICAL CGTP


PRAIAS DA FIGUEIRA DA FOZ, BUARCOS, COVA GALA, LEIROSA E QUIAIOS MANTÊM GALARDÃO DE BANDEIRA AZUL


As Praias do Concelho da Figueira da Foz que ostentavam o direito de hastear a Bandeira Azul  - Figueira da Foz, Buarcos, Quiaios, Cova Gala e Leirosa - vão manter esta época (2017) a Bandeira Azul. 

A atribuição da Bandeira Azul tem em conta critérios como a “informação e educação ambiental”, “qualidade da água”, “gestão ambiental e equipamentos” e “segurança e serviços”.

ALUNAS DO AGRUPAMENTO FIGUEIRA MAR NO CONCURSO NACIONAL DE LEITURA… FRANCISCA SANTOS APURADA PARA A FINAL


As alunas - Constança Neves, Leonor Leite e Martina Santos, da Escola Infante D. Pedro e Francisca Santos, Carolina Arriaga, Joana Pereira e Laura Gomes da Escola Secundária Dr. Bernardino Machado - que representaram o Agrupamento de Escolas Figueira Mar na fase distrital do Concurso Nacional de Leitura, que se realizou no dia 27 de abril, em Oliveira do Hospital, estão de parabéns.

Quando foram anunciados os resultados, duas das alunas do Agrupamento figueirense estavam entre os cinco finalistas de cada ciclo de ensino,  Francisca Santos (turma 9º D, da Escola Bernardino Machado), em representação do 3.º ciclo, e  Laura Ferreira (turma 10º B, da Escola Bernardino Machado), em representação do ensino secundário.

Notável a prestação destas duas alunas nas provas de leitura expressiva e de argumentação. A Francisca Santos acabou por ser a vencedora (1º lugar), no escalão relativo ao 3.º ciclo, Laura Ferreira terminou em 4º lugar, no escalão do ensino secundário.


CAMINHADA DO GRV


REVISTA DE IMPRENSA












quinta-feira, 27 de abril de 2017

FIGUEIRA DA FOZ

Foto Pedro Mota
(Para ver em tamanho total clicar em cima da imagem)

DEFEITO MEU!!!... PORQUE ANDO TÃO DISTRAÍDO ?


Tomei conhecimento deste cartaz hoje na rede social Facebock, curiosamente depois de já terem sido realizadas todas as reuniões de esclarecimento do PDM.

Perdoem-me o alvitre mas para a discussão de uma assunto tão importante penso que cartazes destes deveriam ser afixados em vários locais da cidade em sitios bem visiveis. Se calhar até foram eu é que andava distraido.

Verifiquei que na minha Freguesia - quero dizer na que estou recenseado - a discussão aconteceu a 12 de Abril, mas curiosamente também aqui eu não vi nenhum cartaz a anunciar a sessão de esclarecimento e por sinal até podiam ser aproveitados aqueles do Foral de 500 anos porque desses ainda existem muitos por aí espalhados. Se calhar até foram eu é que andava distraido.

E depois de alinhar estas minhas dúvidas só me apetece perguntar a mim mesmo... Porque é que ando tão distraído.

EXEMPLOS QUE DEVIAM VIR DE CIMA


QUANDO A CABEÇA NÃO TEM JUIZO... O POVO É QUEM PAGA


A Federação Portuguesa de Futebol divulgou os dados de vários clubes relativamente às comissões pagas a empresários. O Benfica é de longe o clube que mais dinheiro gastou com empresários entre 1 de abril de 2016 e 30 de março de 2017: nas duas últimas janelas de transferências, portanto,.
A SAD encarnada pagou 30 milhões de euros em comissões, enquanto o FC Porto pagou 6,1 milhões e o Sporting pagou 4,8 milhões. Quer isto dizer que o Benfica gastou com empresários o triplo de FC Porto e Sporting juntos.
Refira-se que a Federação tornou públicos os dados de dezoito clubes, sendo que nem todos são da Liga. Somando todos os valores gastos pelos dezassete clubes à exceção do Benfica, chega-se a um valor de 16,2 milhões: o Benfica pagou, portanto, pouco menos do que o dobro de todos os outros clubes juntos.

Daqui

A TODO O VAPOR: ... Somos um país pobre mas com futebol de ricos. Depois deste quadro dá-me vontade de rir quando leio nos jornais que os clubes devem milhões à banca, quando os clubes se queixam que estão à beira da insolvência, mas ainda mais me surpreendo quando ouço alguns responsáveis de clubes  dizerem "que vivemos acima das nossas disponibilidades".
Arre...

ENCONTROS DO MAR


Com o apoio da Câmara Municipal da Figueira da Foz, a Revista de Marinha, vai realizar no próximo dia 11 de Maio, 5.ª feira, a partir das 14:00 horas, no pequeno auditório do CAE e salas anexas, o evento “Encontros do Mar”.

A iniciativa tem como principal objetivo formar e informar as empresas e as forças vivas do município para as oportunidades que o Mar pode criar, direta e indiretamente, para a economia local.

Têm sido realizados eventos deste tipo noutros municípios com vocação marítima, e estamos certos que com iniciativas semelhantes será possível criar a “onda de fundo” capaz de tornar o Mar no desígnio nacional de que tanto se fala e os objetivos da economia do Mar numa realidade concreta.

Este evento é organizado em 4 painéis para debater os seguintes temas:

- Portugal e o Mar
- Atividades do Cluster do Mar
- Desportos Náuticos
- Atividades Marítimas, Investimento e Financiamento
- Flash de empresas de sucesso

No intervalo dos painéis será feita uma apresentação em “Flash” por algumas empresas que desenvolveram a sua atividade em oportunidades de negócio ligadas ao Mar, e nas salas anexas, será feita uma apresentação de “Empresas, Produtos e Serviços” com roll-ups, bancadas, folhetos, amostras, etc.

Estes encontros são gratuitos e destinam-se às empresas locais que já participam nos negócios do Mar, mas também às forças vivas do Concelho e a todos aqueles que pretendem conhecer as oportunidades que o Mar oferece.



OBRAS DE PROTECÇÃO COSTEIRA E NOVO TROÇO DE CICLOVIA


As obras de proteção costeira do troço da praia entre o início da rua 5 de Outubro e a Tamargueira, executadas pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), estão em curso. Trata-se da única zona da marginal oceânica da Figueira da Foz sem passeio e ciclovia, que agora vão ser construídos.

O prazo de conclusão está dependente das condições marítimas, podendo ultrapassar a época balnear, mas não afetá-la, já que os trabalhos serão interrompidos, no dia 15 de junho, se a obra não ficar concluída até àquela data, sendo retomada em finais de setembro.

Espero que os trabalhos corram bem. Criámos condições para que eles se desenvolvessem com brevidade. Até agora, estão a decorrer dentro do prazo”, declarou ao Diário As Beiras João Ataíde, presidente da Câmara da Figueira da Foz.

Todavia, para que toda a avenida marítima possa ter passeios e ciclovia com as devidas dimensões, a autarquia terá de completar o trabalho, numa pequena área.

SHOW COOKING NO MERCADO MUNICIPAL DE “MERCADO DE QUEIJOS & ENCHIDOS”


No âmbito da parceria estabelecida entre o Município e a Escola Profissional da Figueira da Foz, o Chef Nelson Cruz e os seus alunos, irão realizar amanhã, dia 28 de abril, a partir das 11h30, no Mercado Municipal Engenheiro Siva, um show cooking denominado “Mercado de Queijos & Enchidos”, com o intuito de divulgar os produtos nacionais que se vendem no Mercado.

Nesta degustação, serão confecionadas diversas iguarias das quais se destacam, Trouxa de Alheira com Doce de Abóbora, Crocante de Queijo da Serra c/ Mel, Tosta de Queijo Fresco c/ Cebolinho, Misto de Enchidos Grelhados e Tosta de Morcela e Mel.


REVISTA DE IMPRENSA









NOTÍCIAS AO MINUTO


quarta-feira, 26 de abril de 2017

FIGUEIRA DA FOZ

(Esta foto não está assinada por desconhecimento do seu autor)

AZENHA GOMES " O SENHOR COLECTIVIDADES" PERPECTUADO NA TOPONÍMIA FIGUEIRENSE

Foi descerrada ontem a placa toponímica da rua António Azenha Gomes, na antiga rua das Matas, em Caceira de Cima, na freguesia das Alhadas, terra natal do “Senhor coletividades”, onde residia.

 O homenageado faleceu, aos 67 anos, em maio de 2014, vítima de doença prolongada. A cerimónia contou com a participação de vereadores da maioria socialista e da oposição social-democrata, deputados municipais, representantes de dezenas de associações do concelho, políticos e populares.

Azenha Gomes era “um homem bom”. Foi o que todos aqueles que usaram da palavra disseram, definição que colhe unanimidade junto daqueles que o conheceram.

Os que se juntaram à homenagem, e foram muitos, enfatizou João Ataíde, presidente da Câmara da Figueira da Foz, estavam ali numa “presença sentida e justa”.

Fonte Diário as Beiras

OPINIÃO: AURORA DA LIBERDADE

Julgo que era uma 5ªfeira, era um dia de sol, saí para o colégio a pé como habitualmente. A minha Mãe a acenar à janela como era hábito. Pouco tempo antes do recreio da manhã, a nossa Professora avisou-nos que tínhamos que ir para casa e não podíamos sair à rua, pois parecia que estava a haver uma “revolução” em Lisboa. Antes de sairmos da sala de aula mandou-nos entoar o hino nacional…

Estava na 4ª classe e não fazia ideia do que era a “Revolução”! Mas não ia mais ter escola e euforicamente celebrámos esse 25 de Abril, como se fossemos os presos políticos. Dito isto poderia fazer um bonito texto, enriquece-lo com os 1400 caracteres formando lindas palavras sobre o 25 de Abril, que fui ouvindo uma vez por ano, citar poetas da revolução, enaltecer os seus valorosos heróis, enfim saudar o curso da história… Não continuo nas memórias. Lembro-me de dias depois do assalto à sede da PIDE na rua abaixo da casa dos Pais em Coimbra, nesse dia vivi a revolução. E de repente tudo se alterava a uma velocidade alucinante.

Não havia facebook, telemóveis nem obviamente internet, mas a velocidade a que o País se modificava era superior à de uma banda larga 4 G. Desconhecia na altura os 48 anos de terríveis de ditadura. Volvidos 43, enalteço além dos obreiros do 25 de Abril aqueles que travaram uma luta em surdina durante 48 anos, privados de dignidade, de liberdade e até de vida e, sobretudo, a todos esses que não chegaram a ver a “aurora da liberdade”, o dia 25-04-1974.

Isabel Maranha Cardoso

      Diário as Beiras

O QUE ELES DISSERAM



"FUI PRESIDENTE DE UM BANCO NACIONALIZADO DURANTE OITO ANOS E SEMPRE HOUVERAM LUCROS"

Jardim Gonçalves: Ex-Presidente do BCP