terça-feira, 26 de março de 2013

Ainda há quem valorize o nosso trabalho... Prémios Diário Coimbra

Foto:Ferreira Santos 
 
Filipe Rocha - Ex-Treinador da Naval (Retirado do Facebook)

Jornalismo de qualidade, isenção e boa informação, nada inferior a muitos jornais nacionais. Continuem assim, porque estão de parabéns!
 
A sociedade actual move-se por um conjunto de interesses obscuros, e o jornalismo não foge a esta realidade, mas fiquei bastante satisfeito por ver jornalistas que, ainda se guiam por um código de conduta imparcial e de princípios, sem abdicarem de realizar o seu trabalho de uma forma competente. Foi um prazer ter convivido com jornalistas com o nível e a qualidade do Eduardo Marques e do Rogério Neves. Um forte abraço ao Diário de Coimbra e parabéns por valorizarem a qualidade dos vossos profissionais.
 
Eduardo Marques e Rogério Neves, acredito que existem vários jornalistas no Diário de Coimbra e n`A Bola (meu diário desportivo preferido) bons profissionais e competentes, mas a minha experiência de jogador e de treinador também me diz que alguns (como em todos os ramos) deixam-se influenciar por determinados interesses nebulosos. Penso que a minha opinião tem mais validade porque, decorreu num período conturbado da Naval, onde nem sempre as coisas correram como desejaríamos, devido a inúmeros factores devidamente noticiados nos meios da comunicação social e que a actualidade nos vem dando razão. As vossas análises foram fiéis e rigorosas aos acontecimentos, as vossas críticas foram assertivas e construtivas, e quando assim é, temos de as encarar de uma forma positiva. Reflectir onde erramos, para podermos crescer... Obrigado pela vossa ajuda! Grande abraço.

O meu comentário: Afinal ainda existem pessoas que valorizam o nosso trabalho, o que nos obriga a tentar ser cada vez melhores

6 comentários:

António Agostinho disse...

É coisa rara mas ainda acontece.
Um abraço

Anónimo disse...

Só é pena vir de um dos piores treinadores que passaram pela Naval.

É verdade que haviam muitos problemas na Naval o Álvaro pegou na equipa (com os mesmos problemas e mais os que se viera a acumular) e os resultados passaram a ser diferentes,

Rogério Neves disse...

Anónimo das 19:10
Penso que o conceiro de melhor ou pior não tem aqui o minimo cabimento. Alíás julgo que o seu comentário revela uma mera opinião que certamente não reune um minimo de unanimidade pois creio haver muita gente que terá opinião contrária à sua.
Será que as pessoas só têm direito a opinar quando na sua perspectiva são as melhores?
Recordo-lhe que um dos treinadores mais conceituados deste país, Manuel José foi despedido por incompetência. Acredita mesmo nisso?
O treinador no activo com maior numero de jogos na Liga e simultaneamente com várias subidas quer de divisão quer às Competições europeias chama-se Manuel Cajuda está em penúltimo lugar na Liga no comando do Olhanense será que não presta por estar na parte baixa da tabela.
Independentemente do seu conceito ser de treinador bom ou mau, Filipe Rocha, tal como Ulisses Morais, Rogério Gonçalves, Augusto Inácio, Manuel Cajuda entre outros são profissionais com quem gostei de privar, com quem estabeleci relações de amizade que muito prezo.

Anónimo disse...

Acho que o ginasio vai prestar mesma homenagem. Porque nao refere nenhum jogo da proliga?

Rogério Neves disse...

Anónimo das 20:27. Permita-me esclarecê-lo que a Direcção do Ginásio Clube Figueirense proibiu a minha entrada nas instalações do Clube. Como tal não me é possivel fazer qualquer cobertura da actividade do Clube. Por outro lado permita dizer-lhe que recentemente fui ao Pavilhão do Ginásio para fazer a cobertura de um Campus de Basket do Professor Carlos Barroca evento que o Ginásio apenas cedeu instalações e quando me preparava para entrevistar Ticha Penicheiro fui de imediato abordado por uma senhora que me convidou a abandonar as instalações. Tempos atrás fui ao Casino da Figueira para fazer a cobertura da divulgação dos Prémios Bento Pessoa e fui expulso da Sala pelo Senhor Dr Joaquim de Sousa.
Quer que lhe explique mais alguma coisa?Aliás tenho em meu poder alguns oficios de agradecimento de várias direcções do Ginásio pela minha actividade como jornalista e colaboração. Só a partir do momento das direcções e A Geral do Engº Tomé e DR Joaquim Sousa eu passei a persona não grata.

Miguel Carvalho disse...

Apesar de termos as nossas divergências (saudáveis penso eu) reconheço-lhe competência.