terça-feira, 15 de março de 2016

Naval SAD tem 60 dias para apresentar o PER

A assembleia de credores da Naval Futebol SAD, concedeu hoje um prazo de 60 dias ao clube para apresentar um Plano de Recuperação Económica (PER), disse à agência Lusa a advogada Teresa Alegre.
A Naval Futebol SAD, que disputa o Campeonato de Portugal, mas que esteve seis épocas na I Liga de futebol, foi declarada insolvente no dia 25 de janeiro pela secção de Comércio do Tribunal da Comarca de Coimbra, que funciona em Montemor-o-Velho.
Com uma dívida entre os oito e os nove milhões de euros, segundo a advogada Teresa Alegre, da sociedade que administra a insolvência, o clube da Figueira da Foz conta com mais de 50 credores, entre eles o atual presidente Aprígio Santos.
Só em dívidas à Autoridade Tributária e à Segurança Social, a Naval Futebol SAD deve cerca de dois milhões de euros.
A assembleia de credores realizada esta manhã demorou cerca de 30 minutos e decorreu, segundo Teresa Alegre, "de forma muito tranquila e pacífica".
"A proposta do administrador judicial para que o clube apresente um PRE no prazo de 60 dias foi aprovado por larga maioria dos cerca de 20 credores presentes, havendo apenas três votos contra, que representavam uma percentagem muito pequena", sublinhou à agência Lusa.
Segundo a advogada, dentro de dois meses os credores voltam a reunir em assembleia, no tribunal de Montemor-o-Velho, para se pronunciar sobre o plano de recuperação da Naval Futebol SAD.


1 comentário:

José Verde disse...

Engraçado..e eu a pensar que era o sr.Aprígio que tinha um "débito"para com a Naval,pela "herança"que deixou...