quarta-feira, 8 de março de 2017

DIA INTERNACIONAL DA MULHER


Mulheres do meu país felicito-vos por este vosso dia, existe porque alguém deu a vida para conseguir a emancipação feminina.

Mas ao mesmo tempo vos peço, que sendo hoje o vosso dia, pensem que é um dia de luta das mulheres de todo o mundo e não o desvirtuem com esses jantares espatafurdicos onde se fala de tudo menos de vocês mulheres

Pensem que alguem deu a vida pela luta das mulheres de todo o mundo um exemplo para a  luta das mulheres no dia a dia como mulheres, mães, esposas com direito à dignidade. 

Dia Internacional da Mulher suas origens  

Um grupo de investigadoras norte-americanas diz que é apenas um mito mas, verdade ou não, para a História o que ficou é que a origem do Dia Internacional da Mulher remonta a 8 de Março de 1857, quando operárias russas e norte-americanas protestaram nos seus países contra as condições de vida e de trabalho. Contudo, só em Dezembro de 1977, a ONU instituiu a data para lembrar as conquistas femininas.

No dia 8 de Março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada em Nova Iorque, fizeram greve, reivindicando melhores condições de trabalho, tais como, a redução da carga horária, a equiparação de salários (as mulheres recebiam um terço do salário de um homem pelo mesmo tipo de trabalho) e o tratamento digno no trabalho.

A manifestação foi reprimida com violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi depois incendiada, tendo morrido carbonizadas cerca de 130 operárias.

 No mesmo dia, mas na Rússia, trabalhadoras de outra fábrica de fiação manifestaram-se contra as condições de vida e trabalho.

 Meio século depois, em 1910, durante uma conferência na Dinamarca, foi decidido que o dia 8 de Março passaria a ser o Dia Internacional da Mulher, mas só passados mais de 65 anos, em 1977, a data foi oficializada pelas Nações Unidas, não só para lembrar estas conquistas, mas também para tentar acabar com o preconceito e a desvalorização das mulheres.

Mulheres

Elas sorriem quando querem gritar.
Elas cantam quando querem chorar.
Elas choram quando estão felizes.
E riem quando estão nervosas.

Elas brigam por aquilo que acreditam.
Elas levantam-se para injustiça.
Elas não levam "não" como resposta quando
acreditam que existe melhor solução.

Elas andam sem novos sapatos para
suas crianças poder tê-los.
Elas vão ao médico com uma amiga assustada.
Elas amam incondicionalmente.

Elas choram quando suas crianças adoecem
e se alegram quando suas crianças ganham prémios.
Elas ficam contentes quando ouvem sobre
um aniversário ou um novo casamento.

Pablo Neruda


Sem comentários: