sexta-feira, 12 de maio de 2017

JOGADOR DA NAVAL SUSPENSO POR DOIS ANOS

 O futebolista Sérgio Grilo, atual jogador da Naval, foi punido com a suspensão de dois anos e o pagamento de 1.500 euros, num caso de corrupção desportiva.

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou esta sexta-feira a decisão da seção não profissional no Conselho de Disciplina, passível de recurso para o Conselho de Justiça ou Tribunal Arbitral do Desporto, remonta a um caso ocorrido em 2012.

A situação diz respeito à época de 2012/2013 quando Sérgio Grilo era jogador do Nogueirense e, segundo o acórdão, contactou outro futebolista, Manuel Godinho, da Naval convidando-o a `provocar um penalti e/ou ser expulso´ de modo a facilitar a vitoria do Moreirense, em joga da II Liga.

Sérgio Grilo terá prometido `em troca desse comportamento, o pagamento de 5.000 euros´, uma situação que negou quando foi acusado dizendo que falaram apenas sobre o `estado das equipas referidas´.

O jogador disse ser falso que tenha tentado corromper Manuel Godinho, mas quando foi interrogado pela PJ assumiu a responsabilidade dos factos.

O acórdão diz ainda que não ficou provado que o arguido tenha agido `por solicitação de algum responsável do Moreirense´.


A TODO O VAPOR: Este é mais uma caso que nos entristece e que merece reflexão. Conheço o Sérgio Grilo desde miudo, e não sei o que lhe passou pela cabeça ao deixar-se embrulhar num caso destes. Prevaricou agora terá de pagar pelo seu acto, mas não posso deixar de exprimir algumas dúvidas.
Segundo o acórdão do C D da FPT o jogador foi considerado corrupto, mas de uma coisa tenho a certeza onde há um corrupto haverá um corruptor e com toda a sinceridade mostro a minha incredulidade e admiração quando o acórdão diz esta pérola: "não ficou provado que o arguido tenha agido `por solicitação de algum responsável do Moreirense"
Porque não ?
Querem enganar a quem ?

Sem comentários: