terça-feira, 9 de maio de 2017

PEGOU A MODA DOS CANDIDATOS EM DUPLICADO



A TODO O VAPOR: Nos últimos tempos tenho ouvido dizer que os partidos quando chegam aos períodos eleitorais têm tido por vezes algumas dificuldades nas constituições de Listas por muita gente não se mostra disponível para a vida politica, autárquica e até partidária.
Para curiosidade minha a Figueira deve ser uma honrosa excepção já que em fase de construção de Listas parece até haver candidatos, candidatos a candidato.
Em Buarcos é do dominio público o braço de ferro que existe entre José Esteves e Rui Duarte e agora em Vila Verde pode desenhar-se o mesmo cenário com Vitor Alemão e João Carronda.
Não conheço os meandros da situação mas já ouvi e li que o Partido Socialista estabeleceu como regra que os Presidentes de Junta (que não tenham problemas com a justiça ou inquéritos judiciais) que se mostrem disponiveis para novo mandato  têm o apoio do partido e são candidatos oficiais do partido.
Se a regra foi estabelecida e apoiada de forma democratica não há nada a contestar, contudo, ser cidadão elegivel ou candidato ao que quer que seja é um direito de cidadania que não pode  ser cortado.
Logo a situação me coloca uma questão: Se em Buarcos e Vila Verde Duarte e Carronda tem disponibilidade para serem candidatos a liderar lista para as Juntas de Freguesia, Se sabem que não têm apoio do Partido (neste caso do Socialista) porque não se candidatam como independentes em listas de cidadãos independentes.
Aguardemos os próximos episódios ...

Sem comentários: