segunda-feira, 30 de abril de 2018

ALUNOS do 6º ANO DA JOÃO DE BARROS CONTACTAM COM O ESCRITOR GONÇALO CADILHE


No âmbito das comemorações do cinquentenário da Escola João de Barros, esteve presente no passado dia 26 de abril, no salão polivalente da escola, o ex-aluno Gonçalo Cadilhe. Esta foi mais uma iniciativa incluída na vertente "Escola incubadora de talentos". O escritor conversou com alunos do 6.º ano e explicou que desde muito cedo desenvolveu o gosto pelas viagens tendo abordado toda a sua experiência de viajante ao longo dos últimos 20 anos através de fotografias bem representativas dessas viagens.

O escritor e jornalista referiu que desde muito novo, começou a sair de casa com uma mochila às costas. A sua primeira experiência foi aos oito anos com os escuteiros, e a partir dessa altura aproveitava os fins-de-semana e férias escolares, para participar em acampamentos de vários dias, fora dos pais, de casa e da família.

Começou a tornar-se mais evidente que o jovem Cadilhe não queria largar esse estilo de vida. Por isso, apesar de não ter nenhum curso na área do jornalismo ou da comunicação, descobriu a sua aptidão para a escrita e aliou o estilo de vida que o preenchia à utilidade das experiências das viagens que fazia. Viagens, biografias históricas, surf e encontros de vida são os seus temas de eleição. Falou também de uma das suas paixões que é o surf, atividade que pratica regularmente desde, aproximadamente, os treze anos de idade. Por causa da necessidade de regressar com o trabalho feito, leva consigo um computador, máquina fotográfica e cartão de crédito. A ferramenta de trabalho não pode faltar.

Por fim, respondeu às questões colocadas pelos alunos, que ouviram com muita atenção as histórias e experiências que o Gonçalo foi contando.

Em 25 anos, Gonçalo Cadilhe já perdeu a conta aos quilómetros que fez, às situações delicadas que viveu e aos hábitos estranhos que testemunhou por esse mundo fora.
           


Sem comentários: