sábado, 21 de julho de 2018

PRAIA DA FIGUEIRA DA FOZ E O LIXO «PÓS-SUNSET»


Sobre as imagens (vídeo de Pedro Silva aqui) que correram as redes sociais e a imprensa nacional sobre a falta de limpeza no areal da praia da Figueira, Carlos Tenreiro, vereador do PSD, dá conta de uma denúncia entregue na Capitânia do Porto da Figueira da Foz.

Em comunicado, Tenreiro recorda que “cerca de 12 dias depois de terminado o Sunset, grande parte da imensa área de praia utilizada para esse evento viu-se transformada num verdadeiro depósito de garrafas, recipientes e outros materiais de plástico e de metal.

Não é aceitável nos dias de hoje, quando existem campanhas massivas por todo o mundo a defender a limpeza das praias e dos oceanos, numa luta que se pretende de todos no combate à proliferação do lixo plástico, a Figueira da Foz, estancia de veraneio, permita que a sua praia oceânica se encontre naquele estado lamentável em pleno mês de julho, e que as instituições locais com competência na matéria, designadamente, a CMFF e a Capitânia do Porto da Figueira da Foz não actuem com a prontidão desejada para identificar os responsáveis e porem termo àquele crime de natureza ambiental, para não falar da péssima imagem que é levada a quem nos visita e da mensagem que é dada às gerações mais novas ensinadas na escola a respeitar o meio ambiente e depois obrigadas a depararem-se com episódios lamentáveis como este”.

O vereador adianta ainda ter apresentado, no início desta semana, uma denuncia na Capitânia do Porto da Figueira da Foz”, manifestando, por escrito, “o nosso profundo desagrado junto do presidente da CMFF».

A terminar, lê-se no comunicado que “sem que tenhamos recebido, até agora, qualquer justificação para o sucedido por parte daquelas entidades, no dia de hoje encontrava-se um tractor a proceder à limpeza daquela zona localizada numa das principais praias do concelho”

O município da FIgueira da Foz informa, na sua página da rede social Facebook, estarem “em fase de conclusão, cumprindo o calendário previamente estabelecido”, os trabalhos de limpeza do areal da Praia do Relógio onde, de 6 a 8 de julho, decorreu a 10.ª edição do RFM SOMNII-O Maior Sunset de Sempre, o festival de música electrónica que, mais uma vez, trouxe à cidade dezenas de milhares de pessoas, e cujo regresso, em 2019, está já garantido.

“Organizado pela RFM com o apoio do Município da Figueira da Foz, o evento que é um dos maiores cartazes turísticos da Região Centro acarreta custos de contexto que são assumidos pelo Município, como seja a limpeza do recinto que recebe, para além do palco por onde passam, anualmente, alguns dos mais conhecidos Dj do mundo, diversos espaços de restauração e bebidas de que resultam, apesar das crescentes acções de sensibilização, milhares de resíduos que não são colocados nos recipientes adequados e disponibilizados pela organização”.

Neste post fica uma justificação: “assim, e depois de um período de montagem das estruturas de cerca de duas semanas, a autarquia estabelece um período idêntico para a desmontagem de todos os equipamentos, num processo que é assistido pela empresa SUMA, contratada pela edilidade para a limpeza do areal e que tem tido, no terreno, equipas de até 40 elementos. Concluída que está a desmontagem de palco, torres de iluminação e contentores, aproximam-se também do fim os trabalhos de limpeza, que poderão no entanto prolongar-se até ao final do dia de amanhã, se o vento prejudicar os trabalhos”.

É no Facebook que município adianta ainda que “após a conclusão deste período de mais intensa limpeza manter-se-ão no terreno, nos termos do contratualizado pela autarquia com a SUMA, equipas de vigilância e operacionais com a competência de detectar e resolver o aparecimento de eventuais resíduos que possam, ainda, estar encobertos pelas areias”.

Via Figueira na Hora


Sem comentários: