domingo, 25 de agosto de 2019


11 ANOS
25 agosto de 2008 – 25 agosto  2019


Caros Amigos e Visitantes


Foi a 25 de Agosto de 2008 que avançamos com o projecto Marcha do Vapor. Hoje comemoramos o nosso 11º Aniversário.

Continuamos pequeninos, mas com grande vontade de crescer. Não podemos agradar a todos, é natural, mas modéstia á parte cerca de 1 492 512  de visualizações, 17 406 mensagens, milhares de comentários recebidos dão-nos a vaidade de dizer que conquistámos um espaço na blogosfera figueirense.

Queremos continuar a ser um espaço obrigatório da vossa visita e sabemos que para isso temos de melhorar. Mandem-nos as vossas sugestões, coloquem as vossas razões as vossas duvidas.

Continuamos a não abdicar do respeito que devemos uns aos outros. Ofensas, Calúnias e Incentivos á Violência não entram.

Permitam-me hoje recordar o primeiro “post” editado pelo Marcha do Vapor, é a minha homenagem a três grandes amigos que já partiram, mas que todos os dias os recordo com imensa saudade, José Martins, Jorge Reis e Albarino Maia

A eles, a vós, ao Marcha do Vapor levanto a minha TAÇA…Tchim…Tchim

Primeiro "post" Editado no Marcha do Vapor a 25-08-2008


No momento que estou a iniciar este projecto estou a pensar em vós, já que, de uma maneira, ou de outra, vos considero responsáveis por este bichinho que me vai mordendo diariamente de escrevinhar algumas coisas.

Sem preciosismo – para descanso de algumas almas penadas que por aí andam - não sou nem escritor nem jornalista, mas ando por aí, pior do que isso, tenho um terrível defeito. Gosto de emitir a minha opinião mesmo quando não ma pedem.

Não direi que este espaço seja o “meu diário” – isso é que era bom – mas será um espaço colectivo onde todos podem emitir a sua opinião, desde que para isso, não recorram à ofensa, à provocação, à violência.

Estes são princípios que não abdico – e volto novamente ao início – aprendi com o meu saudoso e grande amigo, José Martins nos tempos do “Barca Nova” "devemos ser sempre fiéis á verdade, nunca devemos humilhar ou desprestigiar aqueles sobre quem escrevemos”.

É claro e obvio que muita gente não entende esta forma de estar e utiliza meios muito condenáveis para nos calar, temos sofrido alguns boicotes, aturado algumas prepotências e pasme-se até já fomos ameaçados.

Também jamais esquecerei as lições que recebi dos saudosos amigos Jorge Reis e Albarino Maia este último meu querido Director de O Figueirense.

Para finalizar SOU CONTRA TODO O TIPO DE CENSURA mas não enjeitarei em "cortar o pio" a quem neste blog se queira aproveitar, através de comentários insultuosos faltar ao respeito a quem quer que seja.

MARCHA DO VAPOR como diz o poeta “A BORDO NINGUÉM SE TEME... AQUI NINGUÉM SE RECEIA "

Rogério Neves




1 comentário:

António Agostinho disse...

Parabéns. Abraço