terça-feira, 3 de dezembro de 2019

6 PROJETOS VENCEM ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DA FIGUEIRA DA FOZ



Seis projetos, quatro de caráter geral e dois apresentados por jovens, venceram a edição de 2019 do Orçamento Participativo da Figueira da Foz, distrito de Coimbra, anunciou hoje a câmara municipal.

Durante o mês de novembro, um total de 17 propostas – 11 candidatas ao Orçamento Participativo Geral (OPG) e seis relativas ao Orçamento Participativo Jovem (OPJ) – estiveram a votação na plataforma informática criada para o efeito, disponível para utilizadores registados.

Na 4.ª edição do OPG, que tinha uma dotação global de 200 mil euros (máximo de 50 mil euros por projeto vencedor), a proposta mais votada foi a da criação da Rota das Fontes, na freguesia de Maiorca, com 327 votos.

Foram ainda premiados o laboratório “Aprender a Fazer”, na freguesia urbana de Buarcos e São Julião (290 votos), o Trilho Pedonal dos Moinhos (Marinha das Ondas, 212 votos) e o Caminho Matas e Moleiros, em Ferreira-a-Nova, com 178 votos.

Na nota enviada à agência Lusa, o município da Figueira da Foz lembra que de acordo com o regulamento do Orçamento Participativo “em prol de uma abrangência extensível a todo o concelho, [que possui 14 freguesias] apenas poderia existir um projeto vencedor por freguesia”.

Já no Orçamento Participativo Jovem, que possuía 100 mil euros de dotação financeira, a proposta mais votada voltou a ser oriunda da freguesia de Maiorca, com o projeto Artes e Ofícios. Recolheu 283 votos e pretende mostrar a arte de fazer bagaço e criar um espaço museológico e de lazer.

A outra proposta vencedora do OPJ, com 253 votos, foi o projeto Zero Beatas, de Buarcos e São Julião, que passa pela instalação de caixotes do lixo com cinzeiros acompanhados de uma campanha de sensibilização.

De acordo com a autarquia, que no comunicado agradece “a todos os que participaram nesta edição e congratula os vencedores”, registaram-se na plataforma eletrónica 1.707 pessoas, das quais 1.286 exerceram o direito de voto.

Este ano, e pela primeira vez, além da página internet do Orçamento Participativo, esteve disponível um sistema de votação presencial, no Balcão de Atendimento Único da Figueira da Foz.


Sem comentários: