sexta-feira, 17 de setembro de 2021

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS


BLOCO DE ESQUERDA DA FIGUEIRA DA FOZ QUER DESAGREGAÇÃO DA FREGUESIA DE BUARCOS E SÃO JULIÃO

O candidato do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara a Figueira da Foz, Rui Curado Silva, defende a desagregação da freguesia urbana de Buarcos e São Julião, repondo-as separadas, como estavam antes da reforma administrativa de 2013.

 A freguesia atualmente existente engloba a maioria do território da cidade da Figueira da Foz (que coincidia com o da freguesia de São Julião), a vila piscatória de Buarcos e ainda as povoações de Vais e Serra da Boa Viagem, possuindo, segundo os resultados preliminares dos Censos2021, 18.454 residentes.

 A primeira decisão, de 2013, foi no sentido de designar a nova freguesia apenas por Buarcos, mas, dois anos mais tarde, foi aprovada a atual designação, que acrescenta São Julião.

 “Todos os contactos que temos vão nesse sentido [da desagregação]. É raro encontramos pessoas que dizem que isto faz sentido assim como está [com as duas antigas freguesias unidas numa só]”, disse à agência Lusa Rui Curado Silva.

 O candidato do BE frisou que quem mora na Figueira da Foz “sente que possa ser deixado de lado em relação a Buarcos”, notando que subsistem questões culturais e de identidade das duas principais localidades da freguesia.

 “As pessoas em Buarcos sentem que têm a sua própria identidade e em São Julião a mesma coisa, sobretudo ligada às raízes históricas da cidade” da Figueira da Foz, que cumpre 139 anos na próxima segunda-feira, depois de ter sido elevada a vila em 1771, há 250 anos.

 No entanto, o candidato bloquista – que concorre à Câmara da Figueira da Foz pela terceira vez consecutiva, sem nunca ter sido eleito – notou que a freguesia possui como residentes “muitas pessoas que vêm de fora”, às quais “esta questão passa um bocado ao lado”.

 “E não sabemos quantas são essas pessoas”, acrescentou.

 Rui Curado Silva admitiu, como “melhor solução” prévia à desagregação, a eventual realização de um referendo local, “caso as premissas dos referendos locais se possam aplicar” na questão da reversão da fusão de freguesias.

 São candidatos à Câmara da Figueira da Foz nas eleições de dia 26, para além de Rui Curado Silva, Bernardo Reis (CDU), Miguel Mattos Chaves (CDS-PP), Pedro Santana Lopes (independente), Pedro Machado (PSD) e Carlos Monteiro (PS), atual presidente.

 O executivo municipal da Figueira da Foz é liderado pelo PS, com seis mandatos, contra três do PSD, sendo que o partido retirou a confiança política a dois dos seus vereadores.

NOTICIAS COIMBRA

************

(Para melhor leitura clicar em cima da imagem)
DB

************

DB

************
CDU APRESENTA QUEIXA NA G N R
Via Diário as Beiras

Sem comentários: